O assédio do mundo

Vivemos dias maus, tempos de apostasia, conforme vaticinado pelo apostolo Paulo (1Tm 4.1,2). Há um verdadeiro bombardeio cultural contra os fiéis seguidores de Jesus.

Isso nos remete ao texto de Daniel 1.8: “Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe concedesse não se contaminar” (Dn 1.8). Ao chegar à Babilônia, Daniel foi levado ao palácio real como parte de uma seleção de jovens talentosos que, depois de devidamente preparados e aprovados, atenderiam na presença do rei.

Em chegando às dependências palacianas, foram os jovens encaminhados a um homem que atendia pelo nome de Aspenaz (Dn 1.3,4). A este foi dada a ordem: “E o rei lhes determinou a ração de cada dia, da porção do manjar do rei e do vinho que ele bebia, e que assim fossem criados por três anos, para que no fim deles pudessem estar diante do rei” (Dn 1.5). Entre esses moços se achavam, dos filhos de Judá, os jovens Daniel, Hananias, Misael e Azarias (Dn 1.6). Sob a liderança de Daniel, eles iriam demonstrar grande atitude de fidelidade a Deus. Diz o texto: “E Daniel propôs em seu coração de não se contaminar”. Isso significa que ele estava determinado a prestar a devida obediência ao Deus único e verdadeiro, mesmo com o preço da sua própria vida. Quantos jovens não estão se entregando aos infames prazeres deste mundo sem calcular os estragos que isso lhes causa? Necessitamos hoje de jovens e adolescentes resolutos, que estejam prontos a dizer “não” para o “rei” deste século.

As porções da comida e da bebida do rei representam hoje o grande mar de lama do pecado oferecido pelo mundo aos jovens crentes. Diz mais o texto: “Pediu, portanto ao principal dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar”. Daniel não apenas colocou o propósito no coração, mas ele expôs esse desejo ao eunuco responsável por aquele caso. Em nossos dias, muitos são os jovens cristãos que possuem no coração o desejo de não se contaminarem com as alfarrobas deste presente século, porém deixam esses propósitos adormecidos no seu íntimo. Assim, quando tentados, malogram diante das ofertas do mundo. Meu prezado jovem, ter no coração o desejo de não se contaminar é muito bom, mas é necessário expor esse desejo, afirmando com todas as letras: “Eu não vou me contaminar!”. Assim fez o jovem Daniel e seus companheiros de exílio. 

Daniel e seus amigos tinham contra si a cultura, a religião e as leis daquele lugar. Tudo era muito estranho para eles. Ainda agravava a situação o fato de existir uma ordem real para que se alimentassem das iguarias da mesa do rei. Porém, eles disseram “não”, e Deus os abençoou. Mesmo em situações totalmente adversas, é possível resistir aos apelos e às iguarias do mundo. Seja fiel a Jesus em toda sua maneira de viver e serás abençoado(a)! 

Por Raimundo Leal Neto, pastor da AD no Piauí e membro da Academia Evangélica de Letras do Piauí na Revista Geração JC, Edição 110. 

 

Modificado em 18/03/2016

Share this article

About Author

CPAD Web
Login para post comentários

Revista GeraçãoJC

Jovem, versátil e dinâmica, GeraçãoJC é o ponto de encontro da juventude cristã. Seus interesses, conflitos, dúvidas e sonhos estão presentes em cada página desta revista, que é feita por jovens como você. Ela é Bimestral e vem nas versões impressa e digital.
Leia mais...

Setor de Circulação

Assinaturas:
0800-021.7373
Atendimento ao Assinante:
(21) 2406-7416 e 2406-7418
E-mails:
assinaturas@cpad.com.br
sac@cpad.com.br
ouvidoria@cpad.com.br

Newsletter

Receba notícias e destaques do portal no seu e-mail.